top of page
Buscar
  • Foto do escritorVital Psilo

A psilocibina reduz crises de cefaleia em salvas, diz estudo piloto


Um artigo recente publicado na revista científica "Headache" avaliou o potencial da psilocibina no tratamento da cefaleia em salvas, uma dor de cabeça intensa e debilitante, difícil de tratar, e que ocorre repetidamente. 


O estudo piloto incluiu 10 pacientes com cefaleia em salvas crônica. Os pacientes receberam três doses de psilocibina oral (0,14 mg/kg) no primeiro dia das semanas 5, 6 e 7 do estudo. As primeiras 4 semanas serviram como linha de base e as últimas 4 semanas como acompanhamento.


Os resultados do estudo mostraram que a psilocibina foi bem tolerada pelos pacientes e reduziu a frequência das crises, em média 31%. Além disso, um paciente do estudo apresentou 21 semanas de remissão completa dos sintomas. Por meio de neuroimagens do cérebro dos pacientes, os pesquisadores também descobriram que alterações na conectividade funcional do hipotálamo estavam associadas à resposta ao tratamento.


Esses dados sugerem que a psilocibina pode ser eficaz na prevenção de crises de cefaleia em salvas, embora mais estudos são necessários para determinar a dose e a frequência de administração ideal da substância.


Referência

Madsen MK, Petersen AS, Stenbaek DS, Sørensen IM, Schiønning H, Fjeld T, Nykjaer CH, Larsen SMU, Grzywacz M, Mathiesen T, Klausen IL, Overgaard-Hansen O, Brendstrup-Brix K, Linnet K, Johansen SS, Fisher PM, Jensen RH, Knudsen GM. CCH attack frequency reduction after psilocybin correlates with hypothalamic functional connectivity. Headache. 2024 Jan;64(1):55-67. doi: 10.1111/head.14656.

2 visualizações0 comentário
Post: Blog2_Post
bottom of page