top of page
Buscar
  • Foto do escritorVital Psilo

Avaliando a resposta aos antidepressivos de ação rápida: Novas escalas para uma nova era


Avanços recentes na farmacoterapia da depressão incluem o uso de psicodélicos, que agem em novos alvos moleculares e vêm sendo classificados como "antidepressivos de ação rápida". Devido à sua resposta terapêutica mais ágil em comparação aos medicamentos tradicionais (horas ou dias versus semanas ou meses), as escalas psicométricas convencionais podem não capturar adequadamente a experiência dos pacientes em tratamento. Um grupo de trabalho da International Society for CNS Clinical Trials and Methodology (ISCTM) reconheceu essa necessidade e apresentou suas descobertas no periódico científico Frontiers in Psychiatry.


A conclusão deles foi que, embora as escalas psicométricas existentes possam ser adaptadas para a nova era da psiquiatria, elas podem ser limitadas. Por outro lado, escalas novas, como a Symptoms of Major Depressive Disorder Scale (SMDDS) e a McIntyre And Rosenblat Rapid Response Scale (MARRRS) foram desenvolvidas especificamente para medir a resposta ao tratamento com os antidepressivos de ação rápida. Em particular, a MARRRS – uma escala de autoavaliação de 14 itens – tem mostrado propriedades psicométricas promissoras. Além disso, escalas que medem a experiência subjetiva podem oferecer insights adicionais sobre o efeito da terapia.


Entretanto, muito trabalho ainda é necessário. Os autores de um artigo de opinião sobre esse tema também concluíram que "o desenvolvimento de novas escalas que avaliem significativamente os efeitos dos antidepressivos de ação rápida exigirá novas abordagens, tão radicais quanto a mudança das gerações anteriores de medicamentos para as mais novas". Essas abordagens podem incluir o uso de tecnologias e avaliação em tempo real para registrar a experiência dos pacientes em tratamento.


Referências

Sedway JA, Opler MGA, Citrome L. Antidepressant medications have evolved in terms of speed of onset of efficacy: How can we best measure antidepressant treatment response? Curr Med Res Opin. 2024 Mar 15:1-3. doi: 10.1080/03007995.2024.2323638. Epub ahead of print. PMID: 38404189.


Disponível na íntegra em:


Yavorsky C, Ballard E, Opler M, et al. Recommendations for selection and adaptation of rating scales for clinical studies of rapid-acting antidepressants. Front Psychiatry. 2023;14:1135828.


6 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page