top of page
Buscar
  • Foto do escritorVital Psilo

Estudo aponta diversas inconsistências em análises de fungos Psilocybe


O micologista Paul Stamets e outros pesquisadores publicaram um artigo que reanalisou os compostos químicos, a estabilidade e a genética dos fungos Psilocybe. As espécimes foram coletadas de fungários, sendo que algumas delas estavam armazenadas há décadas.

Os resultados revelaram que a precisão de caracterização e identificação das diferentes espécies é pouco confiável. Os cientistas mostraram que o P. cubensis, por exemplo, possivelmente contém milhares de compostos não caracterizados, e pelo menos alguns podem ser bioativos. Há informações incorretas e de baixa qualidade nas coleções de bancos de dados públicos e museus, o que agrava ainda mais o problema. Os autores desse artigo argumentam que os estudos químicos disponíveis atualmente são imprecisos, irreprodutíveis e inconsistentes, e que a concentração de psilocibina e das demais triptaminas em três dos cogumelos Psilocybe mais comumente coletados (P. cubensis, P. cyanescens e P. semilanceata) são altamente instáveis e variáveis nos fungários, ao longo de várias décadas.

As análises também apoiam a hipótese de que a decomposição da psilocibina e psilocina é tempo-dependente, e ressaltam que algumas amostras não apresentaram quantidades detectáveis ​​destas substâncias. A título de curiosidade, foi observado que as triptaminas do P. cyanescens tem uma taxa de degradação menor no decorrer dos anos, em comparação ao P. cubensis.

Esse estudo enfraquece as suposições aceitas sobre a precisão de substâncias em espécimes de fungos identificados como Psilocybe, e revela que nossa compreensão da diversidade química desses cogumelos é bastante incompleta. Isso tem implicações mais amplas para as políticas regulatórias relacionadas ao armazenamento e compartilhamento de amostras, bem como ao uso para recreação e fins terapêuticos.

Referência

Bradshaw AJ, Backman TA, Ramírez-Cruz V, Forrister DL, Winter JM, Guzmán-Dávalos L, Furci G, Stamets P, Dentinger BTM. DNA Authentication and Chemical Analysis of Psilocybe Mushrooms Reveal Widespread Misdeterminations in Fungaria and Inconsistencies in Metabolites. Appl Environ Microbiol. 2022 Nov 29:e0149822. doi: 10.1128/aem.01498-22. Disponível em:


8 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page