top of page
Buscar
  • Foto do escritorVital Psilo

Estudo piloto revela como a psilocibina altera a atividade cerebral em pacientes com transtorno por uso de álcool


Um novo estudo piloto, publicado no periódico “Scientific Reports”, mostrou as alterações induzidas pela psilocibina na atividade cerebral de pacientes com transtorno por uso de álcool (TUA). Os cientistas recrutaram 11 adultos de um ensaio clínico prévio, que investigou a psilocibina como um tratamento para o TUA. No estudo, os participantes realizaram uma ressonância magnética funcional (fMRI) 3 dias antes e 2 dias depois da administração da substância.


Em resumo, as análises das neuroimagens revelaram que a psilocibina aumentou a atividade em áreas do cérebro relacionadas à tomada de decisões e regulação emocional, incluindo o córtex pré-frontal medial e lateral, além de outras regiões. A psilocibina também diminuiu a atividade em áreas relacionadas à compulsividade, como o córtex insular .


Os cientistas acreditam que essas mudanças na atividade cerebral podem estar relacionadas aos efeitos terapêuticos da psilocibina no TUA. É possível que essa substância possa ajudar os pacientes a controlar seus impulsos, regular suas emoções e reduzir o desejo por bebidas alcoólicas.


Este estudo piloto representa um passo importante e incentiva pesquisas com um número maior de participantes para confirmar seus resultados e determinar a eficácia e segurança da psilocibina no TUA.


Referência

Pagni BA, Petridis PD, Podrebarac SK, Grinband J, Claus ED, Bogenschutz MP. Psilocybin-induced changes in neural reactivity to alcohol and emotional cues in patients with alcohol use disorder: an fMRI pilot study. Sci Rep. 2024 Feb 7;14(1):3159. doi: 10.1038/s41598-024-52967-8. PMID: 38326432; PMCID: PMC10850478.


Disponível na íntegra em:


7 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page