top of page
Buscar
  • Foto do escritorVital Psilo

Pesquisa online mostra como os usuários de psicodélicos buscam informações



O renascimento da ciência psicodélica tem ganhado exposição na mídia e gerado cada vez mais interesse público. Dado a necessidade das práticas de redução de danos, um artigo publicado no periódico científico Journal of Psychoactive Drugs investigou como os usuários de psicodélicos buscam informações sobre essas substâncias.


Os cientistas realizaram uma pesquisa online anônima (n = 1221) que constatou que a fonte mais comum de informações dos usuários foi sua própria experimentação psicodélica e experiências subjetivas (79,52%). Os participantes também buscaram dados em sites (61,67%) e consultaram amigos (61,02%), fóruns de discussão na Internet (57,08%), livros (57%) e artigos de revistas científicas revisadas por pares (54,55%). Poucos solicitaram informações aos profissionais de saúde da atenção primária (4,83%).


Artigos científicos, organizações psicodélicas sem fins lucrativos e pesquisadores de universidades foram consideradas as fontes de informações mais confiáveis em comparação às agências governamentais e empresas farmacêuticas. A maioria também afirmou que os meios de comunicação de massa falharam em apresentar corretamente os psicodélicos ao público e não esclareceram os riscos e benefícios desses compostos.


Este estudo indica uma gama diversificada de fontes de informações psicodélicas fora dos sistemas convencionais que envolvem a assistência médica. Isso reforça a necessidade de uma educação continuada da comunidade e dos profissionais de saúde, visando a redução de danos e o combate à desinformação por parte dos veículos de imprensa.


Referência

Kruger DJ, Enghoff O, Herberholz M, Barron J, Boehnke KF. "How Do I Learn More About this?": Utilization and Trust of Psychedelic Information Sources Among People Naturalistically Using Psychedelics. J Psychoactive Drugs. 2023 Apr 20:1-9. doi: 10.1080/02791072.2023.2201263. Epub ahead of print. PMID: 37078418.


9 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page