top of page
Buscar
  • Foto do escritorVital Psilo

Uma análise dos níveis de triptaminas do Psilocybe cubensis

Atualizado: 24 de ago. de 2023


Um estudo publicado no periódico International Journal of Molecular Sciences mostrou que os níveis de triptaminas do Psilocybe cubensis (P. cubensis) podem oscilar bastante. Os cientistas utilizaram a cromatografia líquida de ultra eficiência acoplada à espectrofotometria de massas (UHPLC-MS/MS) em amostras de 9 corpos frutíferos domesticados de P. cubensis. Trata-se de um método analítico altamente preciso e sensível, frequentemente utilizado na indústria farmacêutica para separar, identificar e quantificar substâncias.


As análises revelaram os seguintes resultados por grama de cogumelos desidratados: aeroginascina 0,026–0,053 mg/g; baeocistina 0,139–0,881 mg/g; norbaeocistina 0,044–0,161 mg/g; psilocina 0,208–5,344 mg/g; e psilocibina entre 0,651–3,509 mg/g. Essas concentrações também são semelhantes aos achados de estudos anteriores.


No geral, estudos anteriores indicam que a estimativa da potência total dos alcaloides psicoativos encontrados no P. cubensis pode variar de 0,5 a 2% na primeira colheita (flush), dependendo de fatores como as condições de cultivo, cepa (strain), método de secagem, armazenamento, entre outros. A comunidade psiconauta também considera as estimativas do livro Psilocybin Mushroom Handbook:




Contudo, o micologista Paul Stamets questionou as suposições aceitas sobre a precisão das substâncias em espécimes de fungos identificados como Psilocybe em um estudo recente, que revelou que a compreensão da química desses cogumelos é bastante incompleta. Considerando isso, alguns dispensários estão comercializando o PSILO-QTest, que apresenta um desvio padrão de menos de 10% em uma análise de HPLC e permite quantificar a psilocibina nos corpos frutíferos e extratos de P. cubensis.


No que se refere às propriedades psicoativas, embora os estudos clínicos geralmente utilizem doses fixas de 10 e 25 mg de psilocibina sintética, não existe uma equivalência direta com o P. cubensis. Entretanto, devemos considerar o efeito entourage (sinergismo das diferentes triptaminas encontradas nos cogumelos), que pode ter um impacto superior ao uso isolado dessa substância. Outras pesquisas, por exemplo, já demonstraram que a baeocistina e norbaeocistina também são bioativas e possuem afinidade pela maioria dos subtipos de receptores de serotonina (5-HT), embora não sejam psicodélicas.


A sensibilidade aos efeitos pode variar conforme a genética, o estado nutricional e a função hepática e renal, já que o metabolismo de cada pessoa é diferente e pode ser alterado por várias doenças. O uso concomitante de drogas recreativas e medicamentos também pode interferir na experiência, seja atenuando os efeitos psicodélicos ou aumentando o risco de reações adversas graves. Além disso, o estado mental e o ambiente físico e social onde o cogumelo é consumido têm influência nos efeitos.

Referências

Bradshaw AJ, Backman TA, Ramírez-Cruz V, Forrister DL, Winter JM, Guzmán-Dávalos L, Furci G, Stamets P, Dentinger BTM. DNA Authentication and Chemical Analysis of Psilocybe Mushrooms Reveal Widespread Misdeterminations in Fungaria and Inconsistencies in Metabolites. Appl Environ Microbiol. 2022 Nov 29:e0149822.


Glatfelter GC, et al. Structure-Activity Relationships for Psilocybin, Baeocystin, Aeruginascin, and Related Analogues to Produce Pharmacological Effects in Mice. ACS Pharmacol Transl Sci. 2022 Nov 2;5(11):1181-1196. doi: 10.1021/acsptsci.2c00177.


Gotvaldová K, Borovička J, Hájková K, Cihlářová P, Rockefeller A, Kuchař M. Extensive Collection of Psychotropic Mushrooms with Determination of Their Tryptamine Alkaloids. Int J Mol Sci. 2022 Nov 15;23(22):14068. doi: 10.3390/ijms232214068. PMID: 36430546.


Gotvaldová K, Hájková K, Borovička J, Jurok R, Cihlářová P, Kuchař M. Stability of psilocybin and its four analogs in the biomass of the psychotropic mushroom Psilocybe cubensis. Drug Test Anal. 2021 Feb;13(2):439-446.


L.G Nicholas and Kerry Ogamé. Psilocybin Mushroom Handbook. Quick American, 2006. Chapter 15, pp. 161. Canada.



Sherwood AM, et al. Synthesis and Biological Evaluation of Tryptamines Found in Hallucinogenic Mushrooms: Norbaeocystin, Baeocystin, Norpsilocin, and Aeruginascin. J Nat Prod. 2020 Feb 28;83(2):461-467. doi: 10.1021/acs.jnatprod.9b01061.

28 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page